Professores acreanos participam de intercâmbio nos Estados Unidos

Cinco professores da rede pública do Acre estão de malas prontas para embarcar para os Estados Unidos da América (EUA).  Os docentes vão fazer um intercâmbio de seis semanas no país americano. O embarque será nesta terça-feira, 9.

Os professores lecionam inglês e fazem parte do quadro do Centro de Estudo de Línguas (CEL) e das escolas estaduais. Emerson Marques é um dos selecionados. Atualmente ele dá aulas no Núcleo de Estudo de Línguas (NEL) de Cruzeiro do Sul.

Ansioso, ele conta: “Todo professor de inglês sonha em fazer um dia uma viagem como essa para aprimorar os conhecimentos”.

Além disso, Marques destaca que viajar para os EUA não é fácil. “É um país difícil de entrar, e um programa assim facilita e abre as portas.”

O programa ao qual o docente se refere é o PDPI – Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa, que seleciona anualmente docentes de língua inglesa brasileiros para participar do intercâmbio.

Além do professor Marques, foram selecionadas as educadoras Bruna Pelarin, da escola Rodrigues Leite, Diana Nascimento e Gleice Oliveira, ambas do CEL, e Tassya Lima, da Escola Serafim Salgado.

Antes de embarcar os docentes se reuniram com a diretora de inovação e a coordenadora do CEL (Foto: Mágila Campos)

A professora Gleice Oliveira, que leciona desde 1997, revela que está realizando um sonho antigo. “Pra mim é um sonho de toda uma vida, sempre quis fazer uma viagem dessa, que envolvesse a educação, e hoje embarco rumo a essa realização”, conta.

Claudenice Santos, coordenadora do CEL, explica que o intercambio é uma oportunidade de valorizar os professores que trabalham com outros idiomas, além de proporcionar  e incentivar a qualificação profissional dos docentes acreanos.

A seleção

Para participar do programa os docentes precisaram passar por um rigoroso processo de seleção. Por exemplo, além de ser obrigatoriamente educador da rede pública, os inscritos tiveram que ser aprovados na avaliação de nível de proficiência em Língua Inglesa, o TOEFL ITP.

A diretora de Inovação da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), Cleide Prudêncio, lembra que foi uma seleção difícil, mas os professores acreanos conseguiram se destacar em nível de Brasil.

Comentários

aqui vai ficar os comentários do facebook