Trump tenta barrar lançamento de livro sobre seu governo

Presidente dos EUA diz que nunca deu entrevista ao Michael Wolff; ‘Eu com certeza falei com o presidente’, diz Wolff.



O autor de um livro sobre o primeiro ano de Donald Trump na Casa Branca disse nesta sexta-feira (5) que conversou com o presidente antes de escrever a obra. Esse livro foi lançado nesta sexta e já provocou muitas reações.

O presidente até tentou barrar o livro. O que a editora fez? Antecipou para esta sexta-feira (5) para chamar ainda mais a atenção.

“É inacreditável que o presidente dos Estados Unidos tente barrar a publicação de um livro”. Michael Wolff, o autor do explosivo “Fogo e fúria – dentro da Casa Branca de Trump”. Ele disse que 100% das pessoas que cercam Donald Trump questionam a inteligência e a capacidade dele de ser presidente. “Todo mundo me disse que ele age como uma criança, que ele tem necessidade de gratificação imediata. As pessoas dizem que ele é um idiota. Ele não lê, não escuta ninguém”, afirma Wolff.

Só que o autor vai além. Diz que muitos entrevistados questionam a saúde mental de Trump: “As pessoas diziam que, no começo, ele repetia a mesma história a cada 25, 30 minutos. Agora é a cada dez minutos. Como me disse Steve Bannon: ele enlouqueceu”.

Steve Bannon é o ex-estrategista-chefe da Casa Branca, que foi demitido em agosto, e um dos entrevistados para o livro. Ele falou que o encontro do filho do presidente, Donald Trump Jr., com agentes russos durante a campanha para negociar informações sobre a adversária Hillary Clinton foi uma traição ao país.

Do outro lado, Donald Trump diz que Steve Bannon é que está louco e que tudo que Michael Wolff publicou é uma mentira. Que nunca deu acesso ao jornalista à Casa Branca e que nunca concedeu uma entrevista para o livro.

Questionado, o autor contradiz Trump: “Eu com certeza falei com o presidente. Não sei se ele sabia que era uma entrevista, mas não me pediu sigilo. Minha credibilidade está sendo questionada por um homem que tem menos credibilidade, provavelmente, do que qualquer outro que já pisou na Terra”.

Michael Wolff diz que tem anotações e gravações que comprovam o que ele escreveu. Agora a Casa Branca diz que é tudo uma fantasia. Mas o livro chamou tanta atenção que mal foi lançado e já desapareceu das prateleiras.

Comentários

aqui vai ficar os comentários do facebook